sean riley & the slowriders.
Fotografias: © Eduardo Brito, Março de 2006.

Photobucket - Video and Image Hosting


Photobucket - Video and Image Hosting


Photobucket - Video and Image Hosting


Photobucket - Video and Image Hosting


Photobucket - Video and Image Hosting


Photobucket - Video and Image Hosting


Photobucket - Video and Image Hosting


Photobucket - Video and Image Hosting


Photobucket - Video and Image Hosting
 
posted by Eduardo Brito at 8:21 da tarde | Permalink |


4 Comments:


At 1:30 da manhã, Blogger AG

Bravo!
Fez-se justiça.
É permitido saber a localização de tão auspicioso apeadeiro, erguido num tempo em que o comboio se preocupava em integrar a paisagem que esventrava?

Apanhar uma unidade tripla eléctrica laminada (dessas que vieram esprair-se para os campos do mondego a título de reforma), em Março de 2006, foi um achado caro Scott Minto!!!

 

At 9:51 da manhã, Anonymous Anónimo

Adoro estaçõe de comboio. Provavelmente será o fumo das "automotoras", o movimento das pessoas, as malas.

O trabalho fotográfico está fora de série.

Um abraço, do Norte

 

At 6:46 da tarde, Blogger Catritas

poema

Em todas as ruas te encontro
em todas as ruas te perco
conheço tão bem o teu corpo
sonhei tanto a tua figura
que é de olhos fechados que eu ando
a limitar a tua altura
e bebo a água e sorvo o ar
que te atravessou a cintura
tanto tão perto tão real
que o meu corpo se transfigura
e toca o seu próprio elemento
num corpo que já não é seu
num rio que desapareceu
onde um braço teu me procura

Em todas as ruas te encontro
Em todas as ruas te perco

Mário Cesariny

Gosto do grão, Eduardo,gosto da sépia, do silêncio, do deserto humano e das estações deste país que abandonamos a cada minuto que passa. Seremos outros certamente,com pose e música cantada em inglês, não é melhor nem pior, é apenas o retrato cru deste tempo que nos calhou viver!

Catri

 

At 2:35 da tarde, Anonymous Anónimo

grandes fotos! estive a ouvir a banda no myspace e a paisagem, a luz e a profundidade estão lá. Parabens.

 


















autor
EB


página principal
A Divina Desordem


mais recentes


arrumações


© Eduardo Brito | Todos os direitos reservados.
Layout design by Pannasmontata + adaptações de EB