antonio lukinovich scarpa.
Photobucket - Video and Image Hosting

Antonio Lukinovich Scarpa nasce em Milão em 1853, filho de pai italiano e mãe russa. Estuda composição e canto. Chega a Santiago de Compostela em 1875 para leccionar piano. Convive com Rosalía de Castro e com Eduardo Pondal, nomes fortes da literatura do Rexurdimento galego. Dedica-se à pintura e ao grafismo. Em 1888 parte para Boston, de onde só regressa em 1900. Desses doze anos, pouco se sabe da vida de Lukinovich Scarpa. Conhece-se apenas a fotografia aqui publicada e um disco de mil e novecentos onde aparece creditado como compositor do tango Palomas y Gavilanes, (inspirado num texto de Ceferino de la Calle), o que leva a crer que o Lukinovich Scarpa terá estado uma temporada na Argentina. Compôs muito pouco (algumas sonatas e apenas uma sinfonia) e quase todo o seu trabalho perdeu-se misteriosamente após a sua morte. De regresso a Santiago de Compostela, casa com Teresa Doñas, que falece ao dar à luz o único filho do casal, Anton. Profundamente perturbado – louco, dirão alguns – Lukinovich Scarpa torna-se um asceta. Passa cinco anos praticamente isolado, a compor Breogán, a sua única ópera, fortemente influenciada pelo celtismo de Pondal e pela poesia de Rosalía. Um ano antes de falecer, a 24 de Janeiro de 1906, estreia e rege Breogán em seis apresentações em Santiago de Compostela, Lugo e A Corunha. Morre em 1907, misteriosamente envenenado com antimónio.
 
posted by Eduardo Brito at 12:47 da manhã | Permalink |


1 Comments:


At 5:47 da tarde, Anonymous Francesca Rovelli

Considerando il suo nome, Lukinovich Scarpa, faccilmente se conclude che il suo padre è statto il grande Lucchino Scarpa (1812-1891.

 


















autor
EB


página principal
A Divina Desordem


mais recentes


arrumações


© Eduardo Brito | Todos os direitos reservados.
Layout design by Pannasmontata + adaptações de EB